+55 21 2275-0146

Maratona, Meia Maratona e 10k de Reykjavik 2018

Share now:

Informações sobre a Maratona de Reykjavik

18 Agosto
10K, 21K, 42K
Plano com ondulações
5 Noites
Share now:

from to

Calendário

Precisa de ajuda para um pacote exclusivo?

Entre em contato com a gente para preparmos o pacote de viagem de acordo com a sua necessidade.

Detalhes

Share now:

Maratona – Meia Maratona – 10K  – Reykjavik 2018

Paisagens incríveis, o ar mais puro do mundo e a sensação de correr como se estivesse na lua.  A Maratona de Reykjavik é uma oportunidade única!

Faça parte do primeiro grupo de brasileiros Kamel e vamos curtir esta estréia juntos!

A Maratona de Reykjavik é, de longe, o maior evento de corrida da Islândia e uma grande celebração para todos os corredores islandeses, desde os que vão completar sua primeira corrida até os profissionais. Todo mundo que corre na Islândia aparece na Maratona de Reykjavik!

Em 2018, o evento vai acontecer no dia 18 de Agosto. Será a 35ª Maratona de Reykjavik.

Reykjavik, a capital mais setentrional do mundo, é uma jóia ainda pouco conhecida e que vale a pena explorar. Listamos algumas curiosidades sobre o local:

 

Fumacinha

Água quente é um padrão. Não porque o país é gélido, mas devido às fontes de águas termais, que se espalham por toda a ilha. Por isso, os spas, lagoas e piscinas aquecidas são muito comuns. É tanto potencial energético que 100% da eletricidade no país vem de fontes renováveis.

 

Sol da meia-noite

Por estar às margens do Círculo Polar Ártico, a Islândia, assim como qualquer lugar de altas latitudes, tem dias longuíssimos no verão e noites intermináveis no inverno. Na ilha, em junho, o sol se põe após a meia-noite e nasce logo depois, às 3h. Por isso, é normal as pessoas ficarem de óculos escuros o tempo todo.

 

Terra pelada

Florestas são tão raras que uma piada local diz que para você sair de uma mata, basta ficar de pé. Mas as mudanças climáticas estão afetando isso. As temperaturas mais elevadas do planeta propiciaram o aumento de florestas. Se há cem anos elas praticamente não existiam, hoje cobrem 1,5% do território.

 

Banquete bizarro

O Bóndadagur é um feriado para celebrar os maridos. Celebrada em data variável, de acordo com um antigo calendário islandês, a festa tem uma comilança braba. Esposas homenageiam os maridões com iguarias como tubarão fermentado, cabeça de ovelha e testículo de cordeiro. A Islândia também tem um dia dedicado às mulheres.

 

No dicionário 

A Islândia é um país de músicos. Alguns se tornaram famosos no mundo todo, especialmente a cantora Björk. A maioria de seus sucessos é cantada em inglês, já que o islandês é uma língua para poucos. Mesmo assim, duas palavras desse idioma se internacionalizaram e ganharam versões até em português: saga e gêiser.

 

Vulcão impronunciável 

Quando entrou em erupção, em 2010, o Eyjafjallajökull expeliu tanta fumaça que fechou o espaço aéreo de diversos países europeus e provocou o cancelamento de mais de 100 mil voos. Mas ele não foi o terror só das empresas aéreas. No rádio e na TV, poucos jornalistas se aventuraram a tentar pronunciar seu nome – algo como “eiafiatlaiukuk”

 

Cachorro-quente, orgulho nacional

Para quem não sabe, Reykjavík é a capital do cachorro-quente. Nova York e outras cidades devem ter mais barraquinhas, mas o status que o cachorro-quente tem em Reykjavik, compensa a quantidade. Na Islândia, cachorro-quente é coisa séria. Há pontos de venda em lojas de conveniência, postos de gasolina, em praças, shoppings, na rodoviária e até mesmo no aeroporto. Eles parecem ser onipresentes, sendo consumidos como refeição, como lanche e como petisco de fim de noite. Simples e baratos, são o prato nacional não-oficial de todas as classes sociais. E os islandeses acreditam que seus cachorros-quentes são os melhores do mundo. Eles se orgulham da combinação de carne suína, bovina e, principalmente, de carneiro (há mais ovelhas do que pessoas na Islândia). A maior referencia é o cachorro-quente de um modesto quiosque na zona portuária: Bæjarins Beztu Pylsur, que se apresenta como “melhor cachorro-quente do mundo”. No local desde 1937, era reconhecido pelos islandeses mas ficou realmente famoso em 2004 após o ex-presidente americano Bill Clinton ser fotografado comendo um cachorro-quente lá. Desde então, entrou em guias turísticos e já foi eleito pelo jornal inglês The Guardian como o melhor cachorro-quente da Europa. São vendidos ali mil cachorros-quentes por dia, um número expressivo para um país que tem 320 mil habitantes. A fila, tão comum em grande parte do dia faça sol ou faça chuva, confirma a popularidade.

 

Números

10% da população já escreveu (ou pretende escrever) um livro.

3 habitantes por quilômetro quadrado (o Brasil tem 24 habitantes por quilômetro quadrado).

1.086 anos tem o Parlamento, o mais velho do mundo.

 

Agora que já sabe um pouquinho da terra do gelo e do fogo, que tal unir Corrida e Turismo, e se presentear com a Maratona de Reykjavik?!

 

Existe uma distância para todos os níveis de aptidão. Escolha a maratona, meia maratona ou 10 km. Você será acompanhado por centenas de islandeses em baixa temperatura e o ar mais limpo que se possa imaginar, uma vez que toda a cidade é aquecida com energia geotérmica.

 

Abaixo, detalhes do dia da corrida.

 

Horários:

08:40 Maratona e Meia Maratona

09:35 10 km

14:40 Fim do timing da corrida

 

Limite de tempo: 6 horas (42K).

 

Larada e chegada: Maratona Reykjavik vai começar e terminar em Laekjargata, localizado no centro de Reykjavik.

O centro de informações (MR), baseado no prédio branco, na largada/chegada , estará aberto no dia da corrida das 7:30 às 15:00.

 

Guarda Volumes

Os corredores podem deixar seus pertences pessoais no MR. Os pertences serão protegidos, mas a responsabilidade não há seguro para qualquer item deixado no depósito.

 

Apoio Médico

Haverá assistência ao longo do percurso e agentes de primeiros socorros estarão disponíveis na linha de chegada.

 

Banheiro Químico

Banheiros químicos poderão ser encontrados ao longo do percurso e no MR.

 

Postos de Hidratação

A cada 4 Km haverá um posto de hidratação com água e Powerade.

 

Site Oficial

 

AltimetriaO percurso da Maratona de Reykjavik é cerca de 60% plano e 40% de ondulações. A diferença total de altitude é de apenas 30 metros. Durante os primeiros 6 km existem 3 colinas ligeiras com elevação de poucos metros e novamente cerca de 12 km. Depois de 15 km há uma colina com uma elevação de cerca de 10 m, provavelmente a parte mais íngreme do percurso. De 18 km a 20 km há uma lenta elevação de 25m (o ponto mais alto do percurso). Depois disso, há colinas muito leves, com duas exceções em torno de 26 e 28 km, onde a elevação é de cerca de 6-7 m.

 

Percurso

O percurso será marcado com listras amarelas no chão e tinta spray verde neon claro. As distâncias em km serão marcadas com sinais ao longo do trajeto. Infelizmente, a rota não está completamente fechada para o tráfego de carros, portanto, os corredores devem ser cuidadosos.

 

42K

 

21K

 

10K

from to

Itinerário
Hoteis E Pacotes
Informações Importantes
Faça uma pergunta
Galeria
Vídeos
from to