+55 21 2275-0146
Correr em Nova York

Correr em Nova York: o que diz quem já viajou com a Kamel para a maratona e para a meia

Share now:

Viajar para Nova York é sensacional. Agora imagina aproveitar uma viagem incrível rumo à Big Apple para conhecer a cidade e ainda correr em Nova York.

Há duas provas sensacionais e que atendem tanto aqueles que estão iniciando no mundo da corrida como os mais experientes. E a Kamel Turismo oferece pacotes com inscrição garantida para duas das melhores opções de corrida internacional: a Meia maratona de Nova York , em março, e a Maratona de Nova York , em novembro.

Quem já teve a oportunidade de correr qualquer uma destas duas provas com a Kamel sabe o quanto é especial embarcar na cidade em grupo e usufruir de todas os benefícios de estar junto com uma delegação, vestindo as cores do Brasil no exterior, e ainda ter todo o apoio e suporte de uma equipe de primeira.

Correr em Nova York

Emoção do início ao fim

A catarinense Joana Leite Herbst (instagram @jofontedeequilibrio) só guarda boas lembranças da viagem realizada em novembro do ano passado com a Kamel. “Correr em Nova York foi intenso, cheio de emoções. Na Parada das Nações, a equipe da Kamel fez uma festa linda. No domingo, pegamos uma carreata de ônibus até State Island para a largada, que foi nada mais nada menos que ao som de tiros de canhão e embalada por ‘New York. New York’, de Frank Sinatra. Foi emoção total. E o trajeto dispensa comentários”, conta a maratonista, que correu a edição 2018 da maratona junto com o marido, Cesar, e ficou encantada com a prova.

“Corremos pelos principais bairros da cidade, atravessamos as principais pontes empurrados pela energia contagiante de uma multidão estimada em 2 milhões de pessoas. As inclinações me pegaram de jeito e nos separamos no final. Entramos no Central Park separados de corpo, mas unidos em pensamento.”

Correr em Nova York

 

Quem corre uma vez quer voltar

A mineira Raquel Garcia (instagram @raquelgarciamg)já correu duas vezes a Maratona de Nova York com a Kamel. A primeira em 2015 e a segunda em 2018. “Em 2015, eu estava comemorando meus 10 anos de corrida de rua. Tinha passado por uma mudança de cidade, mas era um sonho correr essa prova. Fiz 4:28. Voltei dessa viagem grávida”, lembra Raquel, que fez questão de retornar a Nova York em 2018 com o objetivo de melhorar seu tempo e comemorar o aniversário de 40 anos.

“Após a gravidez, voltei a treinar no final de 2017 e já focada em Nova York. O resultado foi melhor do que sonhei. Terminei a prova em 3:32 e com índice para Boston 2020.”

Sobre os motivos que a levaram a escolher Nova York para correr a maratona em datas significativas, Raquel lembra que Nova York é a maior maratona do mundo. “A cidade toda respira a maratona, as pessoas vão para as ruas torcer por nós, gritam nosso nome. Eu me sinto uma super mulher”, conta a maratonista, que destaca também o cuidado que a organização tem com os atletas, a incrível feira. “Acho que, entre as Majors, é a que tem mais carinho com os atletas.”

Correr em Nova York

Nova York em dose dupla

Antes de estrear na maratona, em 2014, o mineiro Francisley Camargo Hoffman Costa (instagram @hoffman_ultra) participou da meia maratona em março. “Havia muito pouco tempo que eu corria, mas eu já sonhava em correr em Nova York. Procurei a Kamel e me deram todo suporte para realizar esse desejo”, lembra o corredor, que, depois de participar da meia maratona em março, não pensou duas vezes e procurou novamente a Kamel para fechar o pacote para a maratona, em novembro.

Correr em Nova York

“Quando corri a meia, fiquei apaixonado pela cidade e pela prova, apesar da baixa temperatura. Já voltei para o Brasil com o desejo de correr minha primeira maratona em Nova York. Fechei com a Kamel e voltei no final do ano. Foi bom demais. A energia desta cidade é única. Já fiz três provas lá e com certeza voltarei.”

Outro que já emendou meia maratona e maratona em Nova York com a Kamel foi o baiano Miguel Dantas (instagram @miguel_majors), que foi um dos primeiros brasileiros a receber a medalha das Majors em Tóquio, quando a Six Medal foi implementada, contemplando corredores que completam as seis Majors Marathon do maior circuito de maratonas do mundo: Tóquio, Boston, Londres, Berlim, Chicago e, claro, Nova York.

Correr em Nova York

Miguel já correu viajou quatro vezes com a Kamel para correr em Nova York (2011, 2013, 2014 e 2017) e uma para correr a meia (2012), quando a prova ainda era realizada no antigo trajeto, todo percorrido em Manhattan.

“Nova York é a cidade que mais amo no mundo e a prova é a ‘Rainha das Maratonas’. Percorrer os 5 distritos e chegar no Central Park é inigualável. A meia de Nova York também é incrível. A diferença de viajar com a Kamel está em ter pessoas adoráveis e   receptivas no grupo, como a guia e maratonista Denise Amaral (144 maratonas no currículo) e a Animal (Ana Luiza Garcez), que sempre está com o grupo.”