+55 21 2275-0146
primeira meia maratona

De corredor para corredor: como planejar sua primeira meia maratona no exterior

Share now:

Bateu aquela vontade de correr uma meia maratona no exterior e você não tem a mínima ideia de como colocar isso em prática?

Para ajudá-lo nessa empreitada, mostramos aqui algumas dicas essenciais para você não esquecer de nada e estrear na sua distância dos sonhos sem atropelos.

Planejamento é essencial

Se você é novato em corrida, procure o auxílio de um técnico ou equipe de corrida para programar o seu treinamento. Um profissional habilitado saberá fazer o planejamento perfeito de toda a sua temporada e focar melhor nos objetivos a longo, a médio e a curto prazo. Com isso, você vai conseguir ver seus avanços com muito mais clareza e ainda ter uma noção exata de quanto poderá fazer na meia maratona.

Siga a planilha de treino

Se você tem um treinador, com certeza terá uma planilha de treino mensal para seguir, personalizada e feita sob medida para seus objetivos e conforme seu nível técnico. Não invente coisas da sua cabeça. Siga à risca a planilha para que você consiga chegar no seu ápice da forma física no dia D.

Comprometa-se com amigos

Muitos grupos de corrida realizam treinos em grupo, com data e horários marcados. Isso acaba sendo uma ótima oportunidade não só para fazer amigos e trocar experiências de corrida mas principalmente para tirar proveito dos treinos em grupo, que acaba sendo um grande estímulo para dar conta daquele treino mais difícil, como tiros ou ritmos, e daqueles longões de fim de semana.

Escolha a prova

Estabeleça sua prova o quanto antes, que seja para daqui um ano ou daqui 6 ou 8 meses. Outono e final de primavera são os melhores climas para correr lá fora e aqui no Brasil também. Essas estações proporcionam temperaturas perfeitas para quem quer estrear nos 21 km e ideal para boas performances e recordes. Fique atento também ao percurso. Há várias opções interessantes que combinam clima favorável e trajeto plano.

Planeje sua viagem com antecedência

Não basta escolher a prova que vai fazer. É preciso saber se é viável conseguir inscrição para ela. A Kamel Turismo oferece pacotes para várias meias maratonas ao redor do mundo e pode cuidar de tudo para você. Fique atento à sua data de ida. Para cada hora de diferença de fuso, teoricamente você precisa de um dia a mais na cidade para minimizar os efeitos do fuso e do jet lag. Se vai passear no local ou imediações, melhor sempre correr primeiro e deixar o passeio para depois. Ir muito tempo antes da prova pode tirá-lo do foco principal, que é a corrida, principalmente se você viaja acompanhado da família.

Passaporte válido e visto

Tire passaporte e visto com muita antecedência. Não deixe para a última hora. Afinal, nunca se sabe quando as regras mudam. Embora hoje em dia tudo é feito com agendamento, há épocas em que é difícil conseguir uma data próxima, principalmente perto de férias escolares. Se você já tem passaporte, não esqueça de ver a validade. Sempre se informe o que é necessário para entrar no país. Para EUA e Canadá, o visto é obrigatório. Para os países da Comunidade Econômica Europeia, não é necessário visto para brasileiros, mas atente apenas à regra para entrada nos países do chamado espaço Schengen, que diz que seu passaporte tem que ter validade de até 3 meses após sua data de saída. No caso dos países do Reino Unido, o visto é dado na porta de entrada, sem muitos problemas. Você pode viajar para os países da América do Sul (do Mercosul) também com RG, desde que o mesmo esteja em boas condições. O documento deve ter no máximo 10 anos.

Um check-list de última hora

Para não esquecer nada, um pouco antes de viajar, faça um check-list de tudo o que vai utilizar na viagem e também de tudo o que será necessário providenciar, como passaporte com visto (se for o caso também o passaporte válido), carta de motorista, cartões de crédito, dinheiro trocado na moeda local, senha de cartão de crédito, acessórios e roupas que vai utilizar na corrida. Não deixe isso para última hora. Quando está prestes a viajar, são detalhes que podem passar despercebidos e daí será tarde demais.

Atestado médico

Algumas provas no exterior, principalmente na Europa, exigem que você leve uma atestado médico de menos de um ano informando que você está apto a atividades esportivas. O atestado muitas vezes tem que ser feito na língua do local. No site oficial do evento, em geral, os organizadores colocam à disposição um modelo.

Texto: Fernanda Paradizo